Engenheiro (a), você se sente inseguro para começar a atuar com projetos estruturais?

Engenheiro (a), você se sente inseguro para começar a atuar com projetos estruturais?

Para muitos, o projeto estrutural pode dar um baita medo. Saiba que o erro em um cálculo estrutural pode ser um dos fatores que podem acabar com sua carreira.

Para elaborar um projeto estrutural de maneira adequada, você precisa se prestar muita atenção nos fatores de: segurança, durabilidade e desempenho. Portanto, é preciso ter em mente que a estrutura vai durar por anos.

Uma estrutura mal dimensionada pode gerar diversos problemas estruturais em uma edificação, como, por exemplo: infiltrações, trincas, deslocamento de revestimento, flambagens excessivas. Ou seja, em grande proporção, uma estrutura pode chegar ao seu desabamento. Todos esses danos, geram prejuízo, não só financeiro, pois, se tratando de vidas todo cuidado é pouco.

Se você engenheiro deseja atuar com projetos estruturais, sugerimos um roteiro de ações que permite que você atue nessa área com segurança.

1 — Invista agora em uma pós-graduação.

Infelizmente, a graduação não pode abordar tudo o que você precisa saber para atuar em todas as áreas. Trabalhar com cálculos estruturais exigem um certo conhecimento técnico. Investir em capacitação, é uma grande saída para que você se destaque em sua profissão.

A Especialização em Estruturas, Fundações e Pontes da DALMASS apresenta procedimentos de projeto e execução de estruturas de concreto armado, alvenaria estrutural, sistema de paredes de concreto, fundações e contenções de acordo com as últimas atualizações e instruções normativas nacionais e internacionais.

Este curso possibilita ao participante alcançar uma qualidade superior em sua formação de especialista contribuindo para o máximo desenvolvimento para desenvolver projetos de alto nível de excelência atendendo requisitos de segurança e economia, assim sendo tendo melhor desempenho no mercado nacional.

2 — Conheça as normas-técnicas

Para a ABNT, “As normas asseguram as características desejáveis de produtos e serviços, como qualidade, segurança, confiabilidade, eficiência, intercambiabilidade, bem como respeito ambiental. Quando os produtos e serviços atendem às nossas expectativas, tendemos a tomar isso certo e a não ter consciência do papel das normas. Rapidamente, nos preocupamos quando produtos se mostram de má qualidade, não se encaixam, são incompatíveis com equipamentos que já temos, não são confiáveis ou são perigosos. Quando os produtos, sistemas, máquinas e dispositivos trabalham bem e com segurança, quase sempre é porque eles atendem às normas”.

Conheça as normas-técnicas que são fundamentais na hora do projeto estrutural. Saiba quais são essas normas, mas destacamos para você as principais NBRs que constituem o projeto estrutural, são elas NBR 6118, 6120, 6123, 15200, 14931 e 12655.

3 — Desenvolva sua sensibilidade estrutural

Bom, esse é um dos dilemas dos projetistas. Conseguir prever como a estrutura irá se comportar, é um desafio e tanto, não é mesmo? Por mais que existam milhares de ‘software’ não se deve acreditar somente nos resultados que o programa fornece. Para isso você precisará de tempo, dedicação e prática.

Uma dica é: comece por projetos menores, assim fica mais fácil para dimensionar e até mesmo prever o comportamento estrutural. Após se sentir seguro, busque projetos maiores. Ah! Busque parcerias com profissionais mais experientes, garanto que eles farão parte da sua evolução.

Listamos para você, de forma simplificada, as etapas para a elaboração de um bom projeto estrutural, são elas:

  1. Concepção estrutural ou definição de dados
  2. Análise estrutural
  3. Dimensionamento e detalhamento
  4. Emissão de plantas finais

Concepção Estrutural

É nesse momento que você vai definir os dados dos materiais, pré-dimensionamento e quais sãos as ações que vão atuar sobre a estrutura. Ah! E para os amantes de ‘software’, tenho uma triste notícia: não existe nenhum ‘software’ que faça isso por você! Quem deve definir uma estrutura é sempre o Engenheiro!

Análise estrutural

Nesta etapa, calculam-se os efeitos das ações ou cargas sobre a estrutura. Através, de um modelo são determinados os deslocamentos e os esforços solicitantes. É importante sempre trazer a realidade para a análise estrutural.

Dimensionamento e detalhamento

Nesta terceira etapa é onde se tem as plantas de formas e cortes da estrutura e que irão servir de base para o detalhamento dos elementos estruturais.

Cuidado: alguns programas sãos capazes de gerar os desenhos finais de maneira automática, porém, eles não estão pronto para a obra. Saiba que nesta etapa o engenheiro projetista irá garantir o resultado ao projeto.

Depois de prontas as plantas de forma, entra o dimensionamento e detalhamento das armaduras que serão necessárias em todos os elementos estrutur Não se esqueça tudo isso tem que estar de acordo com análise estrutural.

Emissão de plantas

Ufa, esta é finalmente nossa última etapa! O produto final de um projeto estrutural é nossa famosa planta. E é nela que precisam conter especificações de execução, dados utilizados dentre outras observações.

Observação importante: saiba que é de responsabilidade do calculista/projetista a criação das observações referentes aos critérios de projetos e referências.

Para concluir, saiba que é possível começar a fazer projetos estruturais, basta que você trace metas para alcançar seus objetivos. Conte com a DALMASS nesse processo, aqui você encontra os melhores professores de engenharia do Brasil. Além de ter todo o suporte para se tornar um bom projetista.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *