Mercado Imobiliário e a Covid-19: como fica o Direito Imobiliário em tempos de pandemia

Mercado Imobiliário e a Covid-19: como fica o Direito Imobiliário em tempos de pandemia

O mercado imobiliário em 2021

Você sabia? Em 2020 o mercado imobiliário teve um aumento nas vendas de imóveis de 8,4% nos primeiros 9 meses quando comparado com o ano anterior

Os dados fornecidos pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), mostram um potencial no setor. Sendo assim, vale ressaltar que o mesmo possui bastante visibilidade no país devido ao déficit habitacional populacional.

A Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) estima um crescimento do setor de 35% em 2021. A princípio, a pandemia poderia ser um fator que afetasse esse crescimento, mas não é o que acreditam. Para os especialistas da Abrainc, a pandemia não é capaz de ter força efetiva sobre o setor. Ou seja, esse crescimento mostra que áreas relacionadas a esse nicho, como o Direito Imobiliário, tendem a crescer também. 

O Direito Imobiliário e a pandemia

O Direito Imobiliário, se relaciona com o mercado imobiliário por ser a área do direito que trata sobre os direitos das propriedades. Dessa forma, engloba as fases de compra e venda e as fases do exercício da propriedade.

Sendo assim, o advogado da área está ligado a atividades como o registro, financiamento, locação, doação, venda de imóveis e muitas outras.

Com a pandemia, houve um aumento no número de pessoas que perderam sua fonte principal de renda. E eventualmente fez com que tenham que rever seus acordos relacionados à moradia. Além disso, esse profissional é acionado, também, em casos de renegociação de aluguel ou acordos entre locador e locatário.

Também, entra em questão a presença desse profissional nas relações de condomínio. Com as pessoas ficando mais tempo em casa, começam a surgir novos problemas. Dessa forma, surge uma demanda maior para a atuação do profissional.

Um ponto importante é que cidades em expansão movimentam essa área devido à construções e compra e venda de imóveis. Também movimentam os fundos de investimento imobiliários em que o advogado atua na análise do risco do investimento. Busca atuar na área? Esteja atento à essas dinâmicas das cidades.

Portanto, concluímos que o direito imobiliário é uma área que se adapta. É uma área que cresce em tempos de crise por atuar tanto com o imóvel quanto nas relações daqueles que o habitam. Ao trabalhar com moradias lidamos com uma área que tem seu espaço garantido dentro e fora dos meios tradicionais.

Aqui encontramos um ramo promissor dentro do direito.