Informações importantes sobre o Coronavírus

Informações importantes sobre o Coronavírus

O  novo vírus corona já infectou mais de 180 mil pessoas em 141 países pelo mundo. Portanto, é importante estar bem informado.

Desde o final de 2019, um novo vírus atingiu o mundo: o vírus corona. Mas sobre o que é essa pandemia?

À primeira vista, parece gripe comum, mas o novo coronavírus pode causar sérios problemas respiratórios. Uma das principais armas para combater e impedir a transmissão deste e de outros vírus é antiga e é conhecida por todos: a higiene.

O que é?

Os vírus corona são uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente para coronavírus COVID-19 foi descoberto em 31 de dezembro de 2019 após casos relatados na China. 

Os primeiros coronavírus em humanos foram isolados pela primeira vez em 1937.  Foi até 1965 que o svírus foram chamados de “coronavírus” devido ao seu perfil microscópico, semelhante a uma coroa. 

Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alfa-coronavírus 229E, NL63 , beta-coronavírus OC43 e o HKU1. 

A avaliação da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o risco de contágio e impacto da COVID-19 em 28 de fevereiro de 2020 classifica o desenvolvimento deste evento em todo o mundo como “muito alto”.

Em 30 de janeiro de 2020, a OMS já havia declarado o surto de doença respiratória aguda SARS-CoV-2 como uma emergência de importância internacional para a saúde pública (ESPII). 

Os nomes oficiais são: 

Doença: Doença de coronavírus (COVID-19) 

Vírus: síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SARS-CoV-2) 2

A Covid-19 é uma doença respiratória aguda causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, às vezes grave.

A Covid-19 foi descrita pela primeira vez em Wuhan, China, no final de 2019, e desde então se espalhou amplamente na China e em todo o mundo. Para obter as informações mais recentes sobre casos e mortes, consulte Centers for Disease Control and Prevention: 2019 Novel Coronavirus e o World Health Organization’s Novel Coronavirus (COVID-2019) situation reports. 

Como surgiu o vírus?

Novos vírus estão sendo descobertos constantemente. A maioria deles pula de outras espécies para seres humanos, e a infecção passa despercebida.

 A SARS foi transmitida aos seres humanos por um animal selvagem conhecido como civeta (ou gato-guaxinim), considerado uma iguaria na região chinesa de Guangdong. A Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers), que matou 858 dos 2.494 pacientes identificados desde 2012 com a infecção, geralmente  tem a origem em dromedários.

Como o vírus corona é transmitido? 

Até agora, sabe-se que a transmissão de pessoa a pessoa ocorre por meio da respiração ou do contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, catarro, espirro. Além disso, o vírus pode circular em gestos simples do dia a dia como tocar ou apertar as mãos, contato com objetos ou superfícies contaminados, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos e partes de objetos pessoais, como óculos e talheres contaminados.

Quais são os sintomas do coronavírus?

O que mais assusta a população são os sintomas, pois eles realmente se assemelham à gripe normal. No entanto, é importante saber que esse vírus pode permanecer incubado por semanas até que os sintomas se desenvolvam.

Os sintomas em casos mais graves são síndrome respiratória aguda e insuficiência renal. Pacientes que já têm outras doenças, principalmente doenças cardiovasculares, têm maior probabilidade de ter a versão mais crítica da Covid-19.

É importante observar que os sintomas nem sempre ocorrem. Alguns desses pacientes são assintomáticos durante o período de incubação. A pessoa pode ter o vírus sem febre e sem tosse. 

Os casos suspeitos de infecção por 2019-nCoV devem ser comunicados imediatamente (até 24 horas) pelo profissional de saúde responsável pelo atendimento, ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) nos telefones (85) 3101.4860 ou (85) 98724.0455 ou ainda pelo e-mail :cievsceara@gmail.com

Os dados da notificação devem ser inseridos na ficha de notificação através do link http://bit.ly/2019-ncov,

(clicar no link ou digitar na barra de endereços da internet) com o CID10: B34.2 – Infecção por coronavírus de localização não especificada.

Como prevenir o coronavírus?

• Lave as mãos com frequência, com água e sabão. Ou então higienize com álcool em gel 70%

• Cubra seu nariz e boca com lenço ou COM O BRAÇO (e não com as mãos!) quando tossir ou espirrar

• Evite contato próximo com pessoas resfriadas ou que estejam com sintomas parecidos com os da gripe

• Quando estiver doente, fique em casa

• Evite tocar nos olhos, nariz e boca se não estiver com as mãos limpas

• Não compartilhe objetos de uso pessoal (como talheres, toalhas, pratos e copos)

Os profissionais de saúde devem usar as precauções habituais, como o uso: máscara cirúrgica, luvas, gorro, avental impermeável de mangas longas e óculos de segurança.

Para realizar procedimentos para nebulização de secreções respiratórias, como intubação traqueal, as precauções em aerossol devem ser tomadas usando uma máscara N95.Não havendo disponibilidade é obrigatório o uso da máscara cirúrgica.

Cumprimentos sem beijinho no rosto

Diante da nova epidemia de coronavírus, alguns países ao redor do mundo estão adotando um novo comportamento social, que é rejeitar o aperto de mão, evitar beijar, abraçar ou tocar alguém.

E os especialistas em saúde alertam: para evitar vírus corona, a população deve limitar o contato com as pessoas. Usamos a Internet para dar dicas de como você pode cumprimentar seus amigos e parentes em tempos de crise. 

Tem tudo: a volta do “paz e amor” até cumprimento com os pés. Só não deixe a pessoa ficar no vácuo, hein? 

Viu só? Ninguém vai te levar a mal por recusar um aperto de mão ou o beijinho, pode acreditar. Você ainda vai garantir boas risadas com várias formas de cumprimentar alguém.

Mantenha certa distância 

Além de evitar beijos e apertos de mão, a OMS também recomenda que todos, especialmente aqueles que apresentam sintomas como tosse, espirros e febre, mantenham uma distância de pelo menos um metro. 

Tudo isso porque quando alguém tem uma infecção respiratória (como o Covid-19), espirra ou tosse, ejeta pequenas gotículas contaminadas. Se você estiver perto dessa pessoa, a probabilidade de inalar o vírus é alta.

Já pensou em trabalhar de casa?

A  pandemia de coronavírus fez com que empresas de todo o mundo deixassem seus funcionários trabalharem em casa, prática famosa conhecida como home office.  Com essa medida, é possível reduzir a propagação de novos casos de coronavírus.

Em nota, o Ministério Público do Trabalho destacou a importância do papel das empresas na gestão da crise de saúde pública e fez recomendações aos empregadores. 

Além de fornecer aos lavatórios água, sabão e álcool em gel (a uma concentração de 70%), as medidas de segurança também incluem flexibilidade no horário de trabalho, especialmente para familiares doentes e crianças em idade escolar. Essas são algumas das recomendações para quem vai manter a rotina de trabalho dentro das empresas.

E se você vai trabalhar de casa, separamos as melhores dicas! Confira abaixo:

  1. Utilize a tecnologia a seu favor

Muitas pessoas usam o Skype, Slack, Zoom, Google Hangouts e até o WhatsApp para permanecer conectado. Veja qual dessas ferramentas é melhor para você evitar a dificuldade de adaptação.

  1. Crie um ambiente de trabalho

Marque seu território. É importante escolher um cômodo na casa como seu escritório. Forneça tudo o que você precisa para realizar o trabalho corretamente: suprimentos de papelaria, um cafézinho e qualquer equipamento que você possa utilizar em sua jornada de trabalho. Quartos arejados e bem iluminados também são uma boa escolha. Trate o seu escritório em casa como um escritório real.

  1. Evite distrações

Nada de trabalhar com a TV ligada, com cachorro no seu colo ou com seu filho pedindo ajuda no dever de matemática. 

Resolver problemas pessoais durante o horário de trabalho também é um  grande problema. Você e as pessoas devem entender que, mesmo estando em casa, você está ali trabalhando. Se não, não tem como: adeus produtividade.

  1. Tenha uma rotina

Estabelecer procedimentos de trabalho é ótimo para aproveitar o horário de serviço. Determine quando o seu horário começa e termina. 

Como você já está em casa, se desligar do trabalho não é uma tarefa fácil. Portanto, é importante estabelecer uma rotina.Tenha horários bem definidos.

  1. Mantenha o seu ambiente limpo

Por exemplo, desinfete as superfícies de casa, móveis e telefones celulares com soluções desinfetantes que contenha álcool em sua composição. Para limpar o telefone, você pode usar uma solução com cerca de metade da água e metade do álcool, além de um pano limpo. Não se esqueça de descartar esse pano.

Qualquer mudança no processo de trabalho leva tempo para se adaptar e pode trazer desafios inesperados. 

Portanto, é importante manter canais abertos para comunicar e responder perguntas sobre medidas que forneçam aos funcionários informações sobre o desenvolvimento da pandemia, modelos de trabalho remoto, expectativas de produtividade e, finalmente, a segurança de conflitos.