Novas perspectivas de área de atuação para os profissionais farmacêuticos

Novas perspectivas de área de atuação para os profissionais farmacêuticos

Todos nós já sabemos que a pessoa formada em Farmácia trabalhará direto com remédio, e isso não é novidade para ninguém. Mas quero compartilhar com vocês novas perspectivas de área de atuação para os profissionais farmacêuticos. Se você deseja sair do balcão das drogarias então este conteúdo é para você.

De acordo com o Conselho Federal de Farmácia, por meio da resolução número 572, existem hoje regulamentadas, mais de 70 áreas de atuação para os profissionais farmacêuticos (as). E digo mais, com salários acima de R$ 5.000,00 mensais.

Entre tantas áreas de atuação destaco as áreas de Farmácia Hospitalar e Oncológicas, hoje em grande expansão de mercado: Em ambas as áreas esperam-se do profissional, ética, entusiasmo pelo estudo, espírito humanitário e resiliência.

Na Farmácia Hospitalar

É o profissional que atua em clínicas e hospitais. Possuem um papel fundamental no acompanhamento e evolução dos pacientes que são tratados com algum tipo de medicamentos, uma vez que os médicos antes de prescreverem qualquer tipo de fármaco aos pacientes buscam orientações sobre efeitos colaterais, eficácia e reações adversas aos profissionais farmacêuticos. Também monitoram técnicos de enfermagem sobre o uso e horários dos medicamentos nos pacientes.

Na Farmácia Oncológica

É o profissional responsável por auxiliar equipes médicas no uso de remédios para tratamento de câncer. Sendo obrigatório a presença deste nos centros de saúde  e tratamento da doença, conforme Lei Federal 13.021 de agosto de 2014. E por ser um tratamento crítico, com dosagem, às vezes, muito próximas a níveis tóxicos, faz-se necessário que o farmacêutico tenha competências específicas para executar um serviço de excelência. Para trabalhar na área oncológica o farmacêutico deve possuir uma das atribuições abaixo:

·         Ter uma pós-graduação na área oncológica latu sensu reconhecida pelo MEC

·         Ter atuado a pelo menos 3 anos na área oncológica

·         Ter residência na área oncológica

·         Ter um título de especialista emitido pela Sociedade Brasileira de Farmacêuticos em Oncologia

Segundo a SEBRAFO (Sociedade Brasileira de Farmacêuticos em Oncologia), mais de 70% dos profissionais que atuam na Farmácia Oncológica, ingressaram na área por meio de cursos de pós-graduação. E dentro duma equipe de tratamento oncológico, mais de 40% dos membros das pessoas são farmacêuticos. E em grande maioria a atuação destes acontece dentro de hospitais, quase 90%.

Concluímos então, que existem outras áreas em que o profissional farmacêutico pode atuar, mas para isso é necessário que os mesmos busquem conhecimento, e talvez o melhor caminho seja realmente ingressar em uma pós-graduação.   

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *